sábado, maio 24, 2008

Técnico - 3; Direito - 39




Introdução:

Estava uma tarde algo instável, com fortes aguaceiros e com algum vento forte, mas mesmo assim desloquei-me até às Olaias para assistir a um dos jogos das meias finais da Taça de Portugal. Tratou-se de um jogo bem disputado com a vitória justíssima do Direito sobre um Técnico que foi um digno vencido.
Começaram bem os recém promovidos ao escalão principal do Rugby Português, já que exerceram grande pressão e ganhavam a batalha territorial e tinham mais posse de bola. O Técnico começou a jogar de forma muito apoiada e defendia quase sempre bem, não deixando o adversário progredir no terreno. Contudo a partir dos 12 minutos de jogo as dificuldades começaram a surgir, muito por culpa do Direito que começou a imprimir um ritmo de jogo muito forte. O desgaste causado pelas inúmeras placagens efectuadas na 1ª Parte, acabaram por fazer estragos a uma equipa que não conseguia ter o domínio territorial inicial. Por outro lado´alguns pontapés não estava a ter o seu melhor proveito, ainda para mais com o vento favorável. Apesar de alguns momentos de equilíbrio os "engenheiros" acabaram a 1ª Parte no seu meio campo e embora falhando algumas placagens defenderam muito bem, ganhando inclusive várias bolas nos seus "22". Na 2ª Parte o jogo acabou por se repetir um pouco, embora tenham tido mais posse de bola, mas o jogo do Técnico era muito denunciado e faltava o apoio ao transportador de bola. Contudo ficava a sensação que se o Técnico tentasse ter mais a posse de bola poderia fazer outro jogo, embora do outro lado estava uma equipa que era muito forte na luta dos "ruck's". Por outro lado as linhas atrasadas recebiam a bola "parados" o que facilitava imenso a defesa adversária. De referir que o Técnico ganhou 8 "Touches" num total de 12 (66,67%), ganhou por 7 vezes a bola nos seus "22" e das 121 placagens efectuadas, falhou 24, enquanto que 97 foram bem sucedidas (80,17%).

O Direito entrou algo adormecido e talvez um pouco surpreendido com o bom inicio do jogo do adversário. Mas rapidamente tomaram conta da partida, graças ao excelente jogo de equipa com todos os jogadores com jogadas de ataque de belo efeito. Saídas rápidas dos "ruck's" e um jogo curto à mão foram levando o Direito para o meio campo adversário. Tiveram pela frente uma equipa que apesar de defender bem não estava propriamente a ser muito eficaz e agressiva na defesa. Mas como é evidente há muito mérito dos homens de Monsanto que conseguiam ganhar a guerra da posse de bola. Ao contrário dos homens da casa os "advogados" recebiam a bola já em corrida e conseguiram quase sempre abrir linhas de passe. Por outro lado defenderam imperialmente ganhando por diversas vezes a bola. Foi com grande superioridade que o Direito chegou ao intervalo com uma larga vantagem, graças aos 3 ensaios marcados. Na 2ª Parte o Direito não tirou o pé do acelerador, aliás esteve igual, demonstrando uma grande frescura física e uma excelente atitude marcando "apenas" mais um ensaio do que na 1ª Parte. De referir que o Direito ganhou 7 "Touches" num total de 10 (70,00%), obteve 6 penalidades, das quais jogou 4 vezes à mão e 2 para a "Touche" e das 47 placagens efectuadas, falhou 3, enquanto que 44 foram bem sucedidas (93,62%).



Minuto Minuto:



Inicio do Jogo: 16h01


4 Minutos: Drop Goal - Técnico


15 Minutos: Ensaio e Pontapé Não Convertido - Direito


21 Minutos: Cartão Amarelo - Técnico e Direito


29 Minutos: Tentativa Drop Goal - Técnico


31 Minutos: Ensaio e Pontapé Convertido - Direito


36 Minutos: Cartão Amarelo - Direito


38 Minutos: Ensaio e Pontapé Não Convertido - Direito


Fim da 1ª Parte: 16h45


Resultado da 1ª Parte: Técnico - 3; Direito - 17




Inicio da 2ª Parte: 16h54


42 Minutos: Ensaio e Pontapé Não Convertido - Direito


51 Minutos: Ensaio e Pontapé Convertido - Direito


65 Minutos: Ensaio e Pontapé Não Convertido - Direito


67 Minutos: Ensaio e Pontapé Não Convertido - Direito


75 Minutos: Cartão Amarelo - Direito



Fim do Jogo: 17h34


Resultado da 2ª Parte: Técnico - 0; Direito - 22


Resultado Final: Técnico - 3; Direito - 39




Estatística:



TÉCNICO - Geral - DIREITO
3 - Resultado - 39
0 - Ensaios - 7
0 - Conversões - 2
0 - Penalidades "Postes" - 0
1 - Drop Goal - 0
3 - 1ª Parte - 17
0 - 2ª Parte - 22


TOTAL

TÉCNICO - Situações de Jogo - DIREITO

11 - "Melee Ganhas" - 7
0 - "Melee Perdidas" - 0
8 - "Touches" Ganhas - 7
4 - "Touches Perdidas" - 3
10 - Penalidades Obtidas - 6
7 - Penalidade "à Mão" - 4
3 - Penalidade "à Touche" - 2
0 - Penalidade "Postes" - 0
1 - "Mauls" Ganhos - 2
38 - "Ruck's Ganhos - 96
97 - Placagens bem sucedidas - 44
24 - Placagens falhadas - 3
80,17% - % Placagem - 93,62%
5 - "Turn Overs" - 6
8 - Erros - 16
3 - Linha da Vantagem "ultrapassada" - 14
0 - Fases Estásticas - 2
3 - Restantes - 12
2 - Bola Perdida "22" - 1
7 - Bola Ganha "22" - 0

1ª Parte

TÉCNICO - Situações de Jogo - DIREITO
7 - "Melee Ganhas" - 3
0 - "Melee Perdidas" - 0
6 - "Touches" Ganhas - 3
3 - "Touches Perdidas" - 2
2 - Penalidades Obtidas - 2
0 - Penalidade "à Mão" - 2
2 - Penalidade "à Touche" - 0
0 - Penalidade "Postes" - 0
0 - "Mauls" Ganhos - 1
11 - "Ruck's Ganhos - 63
61 - Placagens bem sucedidas - 14
15 - Placagens falhadas - 1
80,26% - % Placagem - 93,33%
2 - "Turn Overs" - 3
4 - Erros - 8
1 - Linha da Vantagem "ultrapassada" - 7
0 - Fases Estásticas - 1
1 - Restantes - 6
1 - Bola Perdida "22" - 1
5 - Bola Ganha "22" - 0

2ª Parte

TÉCNICO - Situações de Jogo - DIREITO

4 - "Melee Ganhas" - 4
0 - "Melee Perdidas" - 0
2 - "Touches" Ganhas - 4
1 - "Touches Perdidas" - 1
8 - Penalidades Obtidas - 4
7 - Penalidade "à Mão" - 2
1 - Penalidade "à Touche" - 2
0 - Penalidade "Postes" - 0
1 - "Mauls" Ganhos - 1
27 - "Ruck's Ganhos - 33
36 - Placagens bem sucedidas - 30
9 - Placagens falhadas - 2
80,00% - % Placagem - 93,75%
3 - "Turn Overs" - 3
4 - Erros - 8
2 - Linha da Vantagem "ultrapassada" - 7
0 - Fases Estásticas - 1
2 - Restantes - 6
1 - Bola Perdida "22" - 0
2 - Bola Ganha "22" - 0




8 comentários:

Anónimo disse...

Não vi o jogo, mas como sempre depois de ler o teu Post aqui no teu Blog, fiquei com uma ideia do que se passou.

Bom TRABALHO, é favor contínuar.

Anónimo disse...

Excelente artigo. Objectivo e muito pormenorizado. Parabéns. A continuar. Miguel Portela

Anónimo disse...

grande analise. penso q o tecnico devia ter tido mais confiança neles proprios. o direito nao é assim tao superior...

Anónimo disse...

para um faccioso nem 40 pontos chegam para ficar convencido

Anónimo disse...

Pelo sexto ano consecutivo, o jornal “Meios & Publicidade” atribuiu os prémios que distinguem os melhores profissionais e empresas no sector da comunicação. A edição deste ano, relativo ao ano de 2007, contou com 130 nomeados em 41 categorias divididas entre as áreas de publicidade, marketing, comunicação e media. Neste contexto, a Selecção Portuguesa de Rugby foi a grande vencedora na categoria de marcas com o seu projecto RWC França 2007 (os outros eram PT, TMN e Modelo).

Anónimo disse...

http://www.clinicasdeverao.blogspot.com/

Anónimo disse...

Luís, leio regularmente o seu blog.
Tem um espaço "bem marcado" na blogesfera do rugby nacional com os seus comentários e estatísticas.

Contudo, não deixe de blogar, quando a época competitiva termina.

Temos a certeza que encontra-rá um assunto que lhe agrade comentar, com a sua OBJECTIVIDADE, durante a época de defeso!


Bem haja pelo seu EXCELENTE trabalho.

Francisco

Anónimo disse...

Se o jogo tivesse terminado aos 4 minutos o Técnico teria vencido com toda a justiça o Direito por 3 a 0. Proponho que na próxima temporada os jogos só tenham 5 minutos.